AI da Amazon pretende substituir estilistas e designers

Atualmente, é possível encontrar mecanismos de Inteligência Artificial (AI) em toda a parte. Mais concretamente, aquela que é denominada de Inteligência Artificial fraca, ou seja, uma forma de AI desenvolvida com o objetivo de executar uma ação específica de forma a ser aplicada em várias áreas.

A Amazon decidiu entrar também neste campo da AI para tentar melhorar a sua posição no ramo da moda, estando determinada a mudar a sua estratégia. O objetivo é substituir estilistas e designers por avançados algoritmos de Inteligência Artificial.

Seguir as últimas tendências

Um grande número de investigadores no ramo da ciência de computadores e do e-commerce está a trabalhar em conjunto para desenvolver sistemas de Machine-Learnig capazes de fornecer feedback aos consumidores, no que toca aos vários estilos usados no seu dia-a-dia. Deste modo, a Amazon será capaz de recolher vários dados que, quando combinados, serão capazes de melhorar a sua capacidade de seguir as últimas modas e expandir o negócio na área.

Inúmeros retalhistas já utilizam as mais famosas redes sociais baseadas em fotografia, como o Instagam ou o Pinterest, para se manterem atualizados quanto às escolhas dos consumidores. Assim, são capazes de atuar de forma rápida e eficaz de modo a fazerem recomendações baseadas nas preferências dos utilizadores e na sua atividade nas redes sociais.

Mas a Amazon pretende ir mais além. A aplicação Echo Look será capaz de dar uma opinião no que toca à roupa e ao estilo escolhido para um determinado dia.

Dois grandes projetos de Inteligência Artificial

A empresa pretende utilizar vários algoritmos específicos para ser capaz de ir ainda mais longe. Um grupo de investigadores de Israel, que trabalham para a Amazon, estão a desenvolver poderosos sistemas de Machine-Learning capazes de analisar padrões e imagens estampadas nas camisolas e, posteriormente, determinar se o estilo utilizado se encontra de acordo com as mais recentes tendências.

No entanto, o estudo algorítmico da Amazon não se fica por aqui. Um centro de investigação da Amazon em São Francisco desenvolveu um algoritmo que é capaz de aprender sobre um certo estilo de imagens utilizadas em camisolas e, a partir daí, gerar novas imagens dentro do mesmo estilo. Este projeto original usa tecnologia de ponta que consiste em usar duas redes neurais artificiais capazes de captar as características fundamentais dos vários exemplos fornecidos e depois aplicar o mesmo estilo noutras imagens originais.

Estes dois ambiciosos projetos foram revelados pela Amazon num evento organizado pela empresa. O Evento reuniu vários investigadores que tentam explorar novos caminhos para que computadores sejam capazes de compreender as novas tendências da moda.

Conclusão

Todo este investimento em inteligência artificial na área da moda ainda se encontra numa fase de crescimento. Estilistas e designers ainda são necessários para completar todo o tipo de tarefas. Mas à medida que a investigação avança os seres humanos vão, certamente, ser substituídos pelos mecanismos que neste momento estão a ser desenvolvidos. Só o tempo o dirá mas, possivelmente estamos a caminhar em direção a um lugar onde o trabalho humano dará lugar a novas máquinas inteligentes.

Fonte: Pplware